Mag work por diop

... o meu último destaque !!!

Pesquise o blogue aqui !

A carregar...

quinta-feira, 5 de julho de 2012

lesma… não caracol



.

lesma… não caracol


lentamente…
por vezes parado…
ando sonhando,
sonhando ando…
em querer ser quem sonho,
sem deformar quem eu sou…


como uma lenta lesma…
de desejo em ser caracol,
vivo assim só…
e só assim vivo,
sem casa…
ou morada…


sou apenas levado,
pelos ventos direcionado,
e arrastado sujo pela lama…
da terra que alegre eu como,
e com a agua…
que também me lava…


eu sou lesma…
não sou caracol…
e embora o deseje,
sei que não o sou…
e não sei se serei,
ou se quero…
se por isso eu tiver…
que me dar… ou vender !


eu sou…
e nada mais serei…
que não o que vês,
uma lesma apenas…
e nunca um caracol,
nem sequer fingido,
ou mal disfarçado !


lentamente… por vezes parado,
eu sigo contente…
o caminho do vento,
esse… meu eterno amigo…
companheiro de viagem,
e da eterna maldição,
desta lesma… eu !


dio


20120705a01530Lx

! respeitem todos os autores  (>diop@2012<) !

segunda-feira, 23 de abril de 2012

com o sol desperto...



com o sol desperto...

acordo... com o sol desperto,
contigo no pensamento...
e desejo no corpo...
como em recordação...
da união... que somos...

sinto-te de perto...
o teu aroma,
e o teu toque...
eu não esqueço...

a distancia não importa,
não apaga a minha memória,
dos sentimentos... das emoções,
que tão bem guardadas,
estas serão recordadas...

elas servem-me de consolo...
e alegram-me o pensamento...
alimentando vontades...
em delírios de saudades...
que me lembram para sempre,
o que sinto por ti...
e do quanto...
tu és...
tu significas...
para mim !

ehi

20120423a0655StaCat

sexta-feira, 20 de abril de 2012

não sei porquê !



não sei porquê


não... não sei porquê,
esta maneira de ser...
de fazer... acontecer,
de transformar... o bom,
em pior que o mau...

de gostar que gostem,
de odiar que esqueçam...
de tudo... de nada !

de amar... sofrer !

de julgar as aparências,
sem questionar as vontades,
sem desconfiar... sequer...
das intenções... dos outros...
e das minhas...

e seguir, sem parar...

sem nunca olhar,
para a frente...
para trás...

sem vontade para observar...
analisar, segmentar... dividir,
desmontar toda a minha vida,
por anos... momentos... eventos...

sem descobrir... o que de pouco fiz,
para merecer... o desmérito...
e a falta de vontade...
que tenho...
e por vezes...
eu sinto !

de não ter o que desejo,
nem o que preciso...

nem para merecer...
o pouco... que tenho,
nesta merda de vida...
que por vezes é...
tão bonita !

ehi

20120420VFX

Gimme Chelas ( microfilme de Rui Reininho produzido para a 1ª edição Festival Microfilmes)